O site que noticia tudo o que é yaoi!

La li ho!

La li ho!

Que fã de BL não conhece essa tão carismática e amigável saudação? Eu sei que sempre que comprimento alguém deste modo, a pergunta básica a segue: “Você é fã de Gravitation?” Minha resposta, com um sorriso no rosto, é: “Sim!”. Deste modo, resolvi que dessa vez a resenha seria sobre este anime.

O anime é uma adaptação do manga de Maki Murakami, e foi produzido pelo Studio DEEM (Não, eu não sei o que significa a sigla) e lançado no ano de 2000, sendo concluído com 13 episódios. A série ainda conta com mais 2 OVAs lançados em 1999. A trama se baseia no romance entre Shindou Shuiichi, vocalista da banda Bad Luck, e Yuki Eiri, escritor muito conhecido no Japão.

Tudo se inicia quando, ao voltar para casa, Shuiichi acidentalmente deixa escapar de suas mãos a letra da mais nova música de sua banda. O papel contendo seus escritos vai parar aos pés de uma estranha figura, que após a ler, simplesmente critica-a profundamente e vai embora, este era Yuki. Com este fato, Shuiichi fica profundamente ofendido e a partir de então sente uma necessidade de se encontrar com o rapaz, o que, futuramente, acabará se desenvolvendo no romance entre ambos.

Gosto deste anime nem tanto pelo seu teor BL, mas sim pelas cenas de comédia meio nonsense que ela contêm. É simplesmente hilário as reações de todos os personagens no decorrer dos capítulos. Além disso, a trilha sonora merece um destaque a parte. As músicas são todas muito cativantes e como o anime se baseia praticamente na vida de cantores há uma boa quantidade delas, tornando a trilha sonora indispensável para qualquer fã.

A animação é muito bem feita e mesmo não possuindo a qualidade dos animes atuais, não é de fazer feio para qualquer uma delas. Principalmente as cenas referente aos shows, os efeitos de luzes e jogos de câmeras são muito bons. Fato interessante é que o primeiro episódio inicia com algumas cenas live (não são em animação), o que dá um ar diferente para a série.

Cada personagem é muito marcante por si só, o que faz o anime ter altos níveis de mudanças drásticas em seus episódios e um desenvolvimenKumagoroto inesperado em seu enredo. E para os fãs de coisas fofas e viciantes, o mascote da série é de tirar qualquer um do sério e se tornar sonho de consumo fácil, fácil.

Gravitation possui em si uma aura toda especial e, particularmente falando, um anime recomendado não apenas por seu conteúdo BL, mas sim por toda sua trama. Única coisa triste, talvez, seja de que o anime não siga o manga a risca e termine antes de concluir a história.


Sobre Keiko Maxwell

25 anos. Moradora da floresta de pedra: São Paulo. Formada em Produção editorial e treinando para sobreviver ao apocalipse zumbi... Além de escritora de fic, fã de BL, mechas e afins... Querem saber algo mais? Follow -> @keikomaxwell Ver todos os tópicos de Keiko Maxwell

20 Comentários a La li ho!

  1. Sabe, eu não considero triste que o anime não siga o mangá à risca. Eu adoro Gravitation, adoro a Murakami, mas o mangá às vezes é meio nonsense demais na minha opinião. Tem trechos onde eu acho que a Murakami meio que pira e a história meio que fica insuportável, minha opinião. Eu curto mais ver o anime de Gravitation por ser bem coeso, bem amarrado.

    E ainda assim, espero que Gravitation EX saia no Brasil algum dia.

    • Concordo, acho que o anime é mais enxuto, eu não gosto realmente da parte em que a piração vai longe… XD

      Estranhamente eu prefiro o Shuichi do mangá, tenho a sensação que o anime "se passa" também em algumas piadinhas visuais que funcionam melhor no quadrinho.

      Num geral eu diria que gosto mais do anime como um todo, a música é muito boa! *o*

      Também espero que Gravitation EX saia no Brasil e posso afirmar que teria chances se estivesse completo.

  2. Pois eu prefiro o anime ao mangá… Maki Murakami é loooooooouca O.O e eu fiquei de cabeça pra baixo, ou melhor, meus pés trocaram de lugar com a cabeça, que se dividiu em duas e virou mãos… O.O"

    O anime preservou tudo de bom, principalmente o humor. Nada como ver em movimento Suichi e o Sakuma! A única lástima é a historia não foi levada até o final, como vc falou.

    Gravy é realmente inesquecível!

    Adorei a resenha, Keiko!

    No mais, vontade de apertar o pescocinho do Tohma… sempre! ^_^

    • Como disse acima, eu prefiro o anime ao mangá, mas eu gosto mais do Shuichi do quadrinhooo… onde acho a burrice dele mais cativante e menos "flamboyant".

      • Keiko Maxwell

        Shuiichi do anime dá raiva as vezes…a burrice dele beira o incompreencivel. Agora, no manga eu acho ele tão mais "cabeça" por assim dizer…

  3. Eu particulamente não sou fã de gravitation. O anime teve até um momento ou outro que me encantou, afinal, mesmo não gostando muito do casal preciso admitir que schuichii e Yuki são carismáticos.
    Já o mangá eu não gostei. Não curti a grosseria absurda do Yuki. A primeira vez deles foi uma coisa horrorosa! Eu sei que Yuki fica mais carinhoso depois , mas mesmo assim o mangá de gravitation se tornou algo muito degradável pra mim. E a arte e o roteiro da Maki Murakami também não ajudam…
    Enfim, entre anime e mangá eu fico com o anime. E se por acaso gravitation pintar nas nossas terrinhas de novo eu só compraria para dar força ao BL.

    • Keiko Maxwell

      A história de Gravi é muito extrema, ou vc ama ou vc odeia. Normal isso.
      Algo que vc me falou me deixou intrigada: a parte da arte da Maki. Eu detesto a arte do final do manga e muita gente prefere ele…O traço dela do começo era muito melhor ao meu ver.
      Não espero te fazer trocar de opnião, mas gostei muito de ver seu ponto de vista e mais ainda por ter prestigiado a resenha ^-^

  4. Ally

    Gravitation foi o primeiro BL na minha vida, e por isso marcou muito. A-DO-RO o anime e mais ainda o mangá. >3

  5. Boa resenha, Keiko, isso me lembra que preciso reler o mangá e rever o anime, já que teremos um cast sobre o assunto *yeeeeahhh*

    Comprei Gravitation para apoiar o BL, e para ser franca gostei bastante do mangá apenas até certo ponto onde ele começa a pegar pesado no humor nonsense e fica megalomaníaco demais.

    Como digo sempre, acho que se fosse ler esperando este estilo cômico talvez gostasse mais, mas ficava aguardando o desenvolvimento do romance no meio da maluquice. XD

    Acho os personagens do Yuki e do Shuichi maravilhosos e icônicos, embora tenha preferência pelo Shuichi do mangá; acho que no anime ele ficou um pouco irritante e a burrice dele não me cativou tanto.

    Queria mesmo os remixes e megamixes, <del>se é para ser nonsense pelo menos que tenha ação.</del>

    • Keiko Maxwell

      Os remixes e os megamixes são muito bons, fato!

      Agora, como falei no meu próprio comentário: a Maki peca demais na piração dela. Elas são legais até um ponto, depois força muito…

      Mas, eu prefiro as personagens do mangá, acho que elas possuem mais personalidade…Principalmente o Shuu, que é dependente do Yuki, mas mostra uma determinação em certo ponto que me fez ter orgulho dele!

      E releia e veja tudo denovo…como já te falei, eu to fazendo isso XD

  6. Keiko Maxwell

    Ohhh…eu to orgulhosa de tantos comentários construtivos *-*

    Eu, particularmente, gosto muito das duas versões: tanto anime quanto mangá. Acho as personagens do manga mais fortes em termo de personalidade no anime em si eles perderam um pouco isso… Mas, o anime sempre tem suas vantagens, principalmente escutar a voz do Sakuma!

    A piração da Maki as vezes beixa o absurdo e isso foi enxutado no anime, o que deu um bom equilibrio para a obra. Talvez, se o manga fosse menos forçado em algumas partes, teria ficado muito melhor… Mas, algo que eu chorei de rir para que viu o manga: <del>os personagens de Hokuto no Ken</del> fazendo ponta foi muito lol

    No mais, obrigada mesmo ai pessoal! Como já falei com Tia Tanko, vou tentar fazer outra resenha ainda, aguardem!

  7. Aline Barbosa

    Opa!

    Gente, Gravitation foi meu primeiro mangá yaoi. xD
    Assim como comentaram aqui em cima, me marcou mto por isso.
    Lembro de ter enlouquecido e me apaixonado pelos personagens.
    Mas sim, eu era igual a Tanko: ficava esperando ver romance, e só via uma comédia exagerada. Ficava perdida, e entediada, chegava ao ponto de em alguns momentos querer pular umas páginas. xD Mas li tudinho, e apesar de tudo, eu sempre digo que Gravy é especial pra mim. *momento piegas do dia* xD

    Detalhe que eu prefiro o mangá, ainda assim. Sei lá, se no mangá, com tanta loucura, o romance já era pouco, no anime, ele praticamente sumiu! xD
    Eu sentia mto mais falta de ver a coisa acontecendo entre os dois, e o final tbm, totalmente "não final", me brochou demais… xD
    Mas assim, eu ADORO a trilha! Tenho aqui até hoje, sempre ouço de vez em quando.

    E concordo mto com a Keiko em relação à qualidade da animação. Acho bem feita, e tem umas cenas ótemas (morri qdo o Ryuuichi-sama aparece do nada no meio do público cantando Sleepless Beauty pra dar uma força ao Shuuchi *0*)

    Enfim, falei demais… xD

    Parabéns pela resenha, Keiko! =D

    • Keiko Maxwell

      AHuAHua…li seu comentário e tive que ir rever a cena do Ryuuchi…ela é muito perfeita mesmo! Me arrepio todinha nele!!!

      Muito obrigada pelo comentário Kurai /o/

      Quero ver sua próxima resenha agora XD

  8. Gaybow

    Eu realmente não lembro do anime de Graviation, não me marcou muito na verdade. Foi o mangá que me fez ficar de quatro pelo <del>yuki</del> estória. Como não lembro não tenho como colocar aqui as diferenças, mas em momento nenhum gravitation me entediou.

    Meio que realmente não me parecia yaoi, era como se pudesse ser um homem e uma mulher ali numa boa e apesar de tão nonsense, conseguia ser muito mais real em relação ao homosexualidade do que muito yaoi supostamente mais sério por ai. O "lemon" e até mesmo os beijos decepcionam, mas a Murakami deixava transparecer que rolava uma certa censura dos editores. (e deve ser, pq nos remix!! NOSSA, QUE LEMON!)

    Quanto ao traço… no começo me foi penoso ler exatamente por achar MUIIIIIITO feio. No final melhora, mas Murakami acaba infantilizando o Shuiichi o que eu não gostei =/

    No começo do mangá ele parece ter realmente 18, já no final não dou nem 15.

    • e no Gravitation EX parece que ele tem 5 T_T

  9. Sukanne

    sou grata a Gravi por que foi o anime dele q me apresentou ao gênero a um bom tempo atrás, e apesar de não ser o melhor manga BL, confesso que ao ler o manga eu gostei muito, não pela historia… e sim pela comedia que a tia Maki faz *_* o que me fez ser Fan dela, e não desta serie em particular.

    Vide a Gamerz Heaven, que é muito engraçado tb.

  10. OOh~ Ver uma resenha dessas bem na época que eu voltei a ver/reler… É impressão, ou muitas pessoas resolveram "desenterrar" Gravitation do armário/estante nessa época? Será que é pela espectativa do novo título yaoi que irá lançar?

    Bem, eu gostei da resenha. Ficou muito bem feita. Eu só acho que as cenas dos shows das bandas não ficaram tão realistas assim… Eles poderiam ter melhorado um pouco mais esse ponto na animação. Mas devo admitir que as músicas são extremamente marcantes! Algumas delas – como Shining Collection, In the Moonlight e Glaring Dream – eu trago na minha playlist até hoje, porque são músicas que não enjoam.

    Agora, com relação anime/mangá… Eu gosto de ambos. O anime pode não ter seguido o mangá, mas foi bom com a proposta que teve. E o mangá também foi maravilhoso, apesar da piração da Murakami… Eu concordo que ela peca nesse aspecto; ela faz os personagens dela muito nonsense e, de certo modo, isso acaba enchendo o saco… Mesmo Gravitation EX; pelo pouco que eu vi dos scanlations, a coisa continua nonsense – se bobiar, até mais do que na primeira parte da história. Eu creio que, se a Murakami-san resolvesse investir pesado num drama, a história se tornaria mais atraente.

    Quanto aos personagens… Eu gosto do Shuichi tanto do anime, quanto do mangá. Já o Yuki, eu prefiro o do mangá; o jeito dele no mangá é mais polido, em todos os aspectos: sarcasmo, irritação, carinho, sensibilidade… Enfim, eu considero o Yuki do mangá um dos personagens mais bem feitos.

    Outra coisa que vale a pena ressaltar é, justamente, o traço da Murakami. Ao longo da primeira história, nós conseguimos acompanhar a mudança de traço dela que, ao final, tornou-se drástica; no começo, os traços dela eram "rústicos" e tornaram-se "polidos". No entanto, minha preferência fica pelo traço do início da série – até por volta do 6º volume – porque, nele, o Shuichi parece mais com um garoto de 18 anos. Depois, ele fica parecendo uma menina de 16… Ao menos, eu o vejo assim. Já o traço do Yuki, começou bonito e ficou ainda mais, principalmente agora em Gravitation EX.

    Quanto aos Remix e os Megamix… Murakami-san havia revelado no mangá que seu desejo era desenhar uma cena de sexo explícita na linha principal da história, mas que isso não seria possível. Então, surgiram esses títulos que, todas nós devemos admitir, era a pitada de tempero que estava faltando na história.

    Bom, acho que destaquei todos os pontos que gostaria… Eu realmente, do fundo do coração, queria que Gravitation EX chegasse aqui ao Brasil, mas como a JBC aparentemente "desistiu" do yaoi, creio que esse desejo ficará somente nos meus sonhos. E, além do mais, Gravitation EX ainda está em produção, não tem muitos volumes… Levariam uns bons anos até que conseguisse chegar aqui. Mas não custa nada sonhar, não é?

    Mais uma vez, parabéns pela resenha! Ficou muito bem feita e, pela linha de comentários, gerou uma discussão agradável. E parabéns também ao blyme, por sempre trazer conteúdo de qualidade para nós, amantes e fãs de BL.

  11. Então Keiko, pelo o que pude perceber a arte da murakami era um horror no começo, depois deu uma melhorada e logo depois voltou a não ser muito boa… Pelo menos foi essa a impressão que eu tive com algumas folheadas que eu dei no mangá…
    Mas repito que eu acho Yuki e Schuichii bastante carismáticos e as vezes que eu vi o anime foi para vê-los. Fora que eu adorava quando o episódio ia terminando e começava a tocar aquela música de encerramento rs

  12. Doni

    Ah, gravitation foi meu primeiro anime do gênero *-* (acho que foi o de muita gente, hah) e eu adoro! :D Acho super divertido, tanto o anime quanto o mangá, e foi graças a ele que eu me interessei pelo mundo do yaoi, talvez por isso ache tão legal x)
    Não acho que tenha uma das melhores histórias, mas sempre me faz rir.. E acredito que seja perfeito para alguém que quer conhecer este gênero =)
    Boa resenha, Keiko ^^

  13. Eu adoro este anime. Pena que não foi o meu primeiro Yaoi, mas adorei vê-lo. Esperava que continuassem com mais episódios, só 13 não dá gozo Ç_Ç. Já o vi várias vezes sem conta e irei continuar a vê-lo mais vezes xD

    Continuem com o óptimo trabalho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Calendário de posts

julho 2010
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Amazon Brasil

Lojas Online

Facebook

Twitter